Mestre Noza (Inocêncio da Costa Nick)

Cap10-241

Me mudei pra Juazeiro do Norte em 1912, depois de uma romaria. Foram 600km de estrada à pé – dezesseis dias de viagem. Aqui comecei trabalhando nos roçados e depois pendi para o ofício de funileiro, até que eu roubei uma moça e tive que enfrentar a confusão que deu. Pra ir melhorando minha situação, resolvi ser imaginário. Por precisão, fiz um São Sebastião que logo troquei por um carneiro. Um dia me encomendaram uma ilustração pra um folheto chamado O Homem do Maxixe. Foram minhas primeiras gravuras. Daí por diante eu escolhi. Aqui, só duas coisas dão pra viver: comércio e arte. Hoje, minha roça é o mercado. Escolhi a arte e também compro e vendo umas armas, uns relógios, umas coisas antigas. Fiz um Padre Cícero e levei pra ele ver. Meu Padrinho Cícero achou graça e perguntou: ‘Eu sou assim?’ Daí eu fiquei fazendo – tantos, que já perdi a conta.

Localização

Ceará, Juazeiro do Norte

Endereço

Juazeiro do Norte, Ceará

Livros

O Reinado da Lua