Anete

Cap11-265

A primeira rendeira, fiz pra mim mesma. Aí fui fazendo, mas sem conhecimento, com uma freguesia pouca. Vendia muito barato e posso dizer que faço esse trabalho de graça. Teve um coronel que, há sete anos, deu um preço e disse que, se ninguém comprasse, ele comprava tudo. De lá pra cá todo ano eu venho aumentando um pouco. Foi em 1973 que recebi a primeira encomenda de peças de juta. Nunca tinha feito. Me trouxeram o modelo e eu fiz um presépio, então me interessei muito. Hoje estou gostando mais de trabalhar nessas figuras de juta: são muito menos trabalhosas, é um material só. Nas figuras de pano fino, se faltasse uma besteirinha, empatava tudo e precisava muita paciência. Nessas peças eu usava muita coisa – compensado, feltro, pano de diversas qualidades, arames, muita coisa, fora as joias… Agora, tanto para essas como para as de juta, os instrumentos são tesoura e uma alicatezinho.

Localização

Campina Grande, Paraíba

Endereço

Campina Grande, Paraíba

Livros

O Reinado da Lua