• Imprensa & Vídeos

    O livro traz depoimentos e registro fotográfico de 85 escultores, de suas obras e das condições em que vivem e trabalham, em 13 municípios visitados pelos pesquisadores em meados de 2012. A primeira edição (Ed. Caleidoscópio, 2012) contou com patrocínio da OAS e com o apoio institucional do Centro de Artesanato de Pernambuco. A segunda edição, de 2013, foi incentivada pelo Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura (Funcultura), principal mecanismo de fomento do Governo de Pernambuco.

    Importa aqui sinalizar as mutações por que passa a arte popular em Pernambuco e no Brasil, seus saltos e conflitos, a partir da palavra e das imagens de seus principais construtores, os artistas populares, na diversidade de concepções e posicionamentos que eles elaboram diante do destino de seu ofício e de suas perspectivas de vida.

    Quatro capítulos – que representam as grandes regiões de Pernambuco: Metrópole, Mata, Agreste e Sertão – procuram caracterizar a produção artística em suas semelhanças e diferenças, a partir da palavra dos escultores, da observação direta da pesquisa e do diálogo dos autores com outras referências institucionais e bibliográficas.

    “Um momento, e passo à lua. Ou a O Reinado da Lua, excelente pesquisa de Sílvia Rodrigues Coimbra, Flávia Martins e Maria Letícia Duarte, junto aos escultores populares do nordeste. Um deles, Nhô Caboclo, tem esta frase à la Guimarães Rosa: “Disso você não entende não, isso é coisa do Reinado da Lua”…. Ver artigo leia mais...

    - Carlos Drummond de Andrade

    “De livros e sonhos”, Jornal do Brasil, 18 nov. 1980 – Caderno B, p. 5.

    Festa de lançamento no Centro de Artesanato de Pernambuco